MAITLAND

É um conceito fisioterapêutico criado por Geoff Maitland em 1960 que consiste em uma avaliação clínica e física (movimentos ativos, passivos e acessórios) detalhada seguida de aplicações de mobilização/ manipulação articular específicas.

De acordo com esta técnica, para que os movimentos do corpo humano ocorram, é preciso que haja movimentos entre as superfícies ósseas e articulares, conhecidos como osteocinemáticos e artocinemáticos. Eles não são realizados ativamente, mas são importantes para manter uma biomecânica corporal adequada, e podem ser comprometidos em casos de lesões ou patologias.

Desse modo, o método de Maitland consiste na aplicação de mobilizações passivas nas articulações, com objetivo de promover redução da dor e restaurar a amplitude de movimento total.

 

MOBILIZAÇÃO NEURAL

Consiste na aplicação de Terapia Manual nos tecidos neurais.

Para que os músculos exerçam o mecanismo de contração perfeitamente, os nervos periféricos precisam desempenhar sua função de enervação corretamente, portanto, se houver um comprometimento da fisiologia do sistema nervoso (movimento, elasticidade, condução, fluxo axoplasmático), poderá ocorrer um comprometimento no sistema musculoesquelético que recebe sua inervação.

Desse modo, por meio da mobilização neural, é aplicado nos pacientes movimentos oscilatórios e/ ou de tensão a fim de restabelecer o movimento e a elasticidade do sistema nervoso e promover o retorno as suas funções normais.

 

LIBERAÇÃO MIOFASCIAL

Por meio de técnicas manuais, como pompage, técnica de dígito compressão e de energia muscular, é realizado liberação das camadas de fáscia (tecido que reveste o músculo) e dos pontos de tensão muscular, promovendo melhora da dor, da função muscular e da mobilidade.